Retirolândia: “Clínica é realização pessoal”, diz fundador

às 12:28

2Com uma estrutura de primeira linha e uma proposta de trabalho com um sistema humanizado na área médica, a clínica humanos abriu suas portas no último dia primeiro na cidade de Retirolândia e contara com pelo menos 30 profissionais e especialidades médicas distintas. Der acordo com seu fundador, Dr. Wiliam Campinho Teixeira Cruz- cirurgião geral  e ultrassonografia, a carência do município por um atendimento humanizado e sua boa relação com a população local, o levaram a apostar num investimento que parte de um projeto que se transformará em uma conquista, nem só para ele, particularmente, mas para todos os cidadãos da região com o serviço qualificado e humano oferecido por todos os seus profissionais.1

O Retiro Notícias entrevistou Dr. Wiliam Campinho:

RN- Como o Senhor vislumbrou a necessidade de implementar de forma grandiosa um investimento desse porte em Retirolândia?

Dr. Wiliam- Eu já trabalho no município há aproximadamente dois anos, então, ao longo desse período eu fui observando e percebi que em Retirolândia havia uma necessidade, uma carência em uma assistência de saúde mais completa, ao ponto que, ao trabalhar em cidades vizinhas, eu percebia muitos pacientes desta cidade, e aqui em Retirolândia eu sempre tive um acolhimento muito bom por parte da população. Então criou-se um vínculo e, justamente com a necessidade de investimento para uma saúde mais completa, me fez escolher Retirolândia. Dentro disso, eu observei qual a maior demanda da população, a qual não é uma especialidade especifica, mas uma assistência humanizada, dai eu defini o nome da clínica, HUMANOS,   e ter como slogan da mesma, HUMANIZADA E COMPLETA PARA VOCÊ.

RN- Dr. Esse tratamento humanizado que o Senhor está implementando decorre do atual momento que passa a nação?

Dr. Wiliam- Eu acho que a saúde humanizada, a gente não pode reduzir à Retirolândia, porque, na verdade, o próprio governo federal hoje tem programas voltados para a humanização da saúde, então, é um projeto que tem uma longa estrada pela frente, difícil de por em prática, onde nós sabemos que os hospitais, não só dessa cidade, mas daqueles que dependem das verbas do governo, por estarem com verbas reduzidas.4

RN- Como desenvolver esse trabalho humanizado, Doutor?

Dr. Wiliam- Já tive oportunidade de deixar claro para outros meios de comunicação que a Humanos foi projetada pensando na cidade de Retirolândia, porém, com o proposito de estender seu serviço para toda a Região Sisaleira. A gente vai estar sempre aberto a atender aqueles que nos procurar, com carinho e um tratamento humanizado. Em se tratando de Humanos como clinica ou pessoa não podemos fazer distinção.

RN- Como tem sido a aceitação acerca do serviço prestado pela Humanos, Doutor?

Dr. Wiliam- A maior recompensa do profissional, e que eu tenho tido, é receber o tratamento carinhoso da população que nos agradece por esse investimento, pessoas que dizem: obrigado por esse trabalho, nós estávamos precisando de uma unidade como essa. Eu espero mostrar para todos que não foi apenas uma clinica que nós trouxemos para essa cidade, mas um novo projeto de saúde. A Humanos não é composta pelos médicos, sua estrutura ou funcionários. A Humanos é composta, principalmente pelo paciente.

RN- Como vai acontecer cada procedimento cirúrgico, Dr. Wiliam?

Dr. Wiliam- A principio, o que nós chamamos de procedimentos ambulatoriais, serão realizados aqui na Humanos, os demais  serão realizados em clínicas como a São José em Conceição do Coité, que não são classificadas como ambulatoriais: hérnias,  vesículas, cesarianas…

RN- Qual o maior investimento, Doutor, o humano ou o financeiro?

Dr. Wiliam- O investimento é uma palavra que parece objetiva, mas ela é subjetiva. Eu vou falar do investimento mais importante para mim que é o investimento emocional, porque, a gente implantar um novo modelo de saúde, esse é o meu maior investimento aqui dentro, a parte financeira…, como muitos me perguntaram…, Dr. O senhor acha que vai valer a pena esse investimento? E eu respondi a cada uma dessas pessoas como também falei para minha esposa. A Humanos para mim é um sonho, é uma realização pessoal. Então, a parte financeira nesse momento para mim não é a mais importante! Quando a gente faz um bom trabalho, e se eu conseguir cumprir meu objetivo de levar a proposta de saúde da nossa clínica até a população de Retirolândia e cidades vizinhas, eu acho que o lado financeiro não será o bem mais importante, porque ele acontecerá de forma natural.

Para atender melhor ao cliente, a Humanos terá em breve o SAC ( Serviço de Atendimento ao Cliente) através de um site e por telefone.

COMPARTILHAR
COMENTÁRIOS
Os comentários são de total responsabilidade de seus autores, desta forma não representa a opinião do Retiro Notícias. Contamos com o bom senso e educação dos nossos internautas. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.