Adeus, cerveja! Copa do Mundo de 2022 não terá álcool ou festa: como será, então?

Será a primeira Copa do Mundo a ser realizada no final do ano

Foto: Reprodução

A decisão de realizar a Copa do Mundo de 2022 foi controversa, mas a decisão já foi tomada: o próximo campeonato será no país do Oriente Médio.

Pela primeira vez o torneio não será realizado em junho ou julho. O mundial será realizado em novembro e dezembro de 2022. Isso porque o verão do Catar é insustentável para competir e jogar futebol por causa de suas altas temperaturas.

No final do ano o inverno tem temperatura altas, mas não são insuportável. Devido às datas, os campeonatos locais terão que mudar seu planejamento anual para se adaptar ao campeonato mundial sem prejudicar sua renda ou a saúde dos jogadores.

Sem álcool

O álcool será proibido no país. O Catar anunciou que bebidas alcoólicas será proibido nos estádios, nas ruas, em lugares públicos – coisa comum em todas as Copas do Mundo.

Só poderá ingerir bebidas alcoólicas em hotéis que permitem e em algum outro restaurante ou bar.

De acordo com a revista Time, essa decisão é definitiva e o álcool não é estritamente ilegal no Catar, mas o consumo e as vendas são restritos por questões religiosas. Estrangeiros que moram no país podem solicitar uma licença para beber, mas não podem fazê-lo em qualquer lugar.

Nada de festas

As fanfests, eventos que reúnem muitos torcedores, não serão possíveis. Isso porque o consumo de álcool é proibido em áreas públicas. Além disso, as ruas do Catar não possuem calçadas, e o governo local não quer que as pessoas fiquem andando pelas ruas. Por isso, as festas populares que vimos na Rússia não vão acontecer. A Fifa está pensando em como substituí-las.

Mais times

Poderá ser a primeira Copa do Mundo com 48 equipes (geralmente o campeonato é disputado entre 32). Este seria um marco na história do mundo, mas, por sua vez, pode mudar o planejamento do país.

É totalmente diferente receber pessoas de 32 países e de 48, especialmente em um lugar não turístico (sem a capacidade necessária para atender a todos os turistas de 48 países).

Espera-se que até o final de 2021 os ingressos estejam disponíveis. Enquanto isso, teremos que esperar para descobrir quais equipes se qualificam e quais não (e a Fifa decidir se serão 48 equipes em vez de 32).

Homossexualidade deverá ser questão complicada

A Rússia tem uma lei que proíbe qualquer demonstração (ou propaganda) da comunidade LGBT. Espera-se que a próxima Copa do Mundo seja mais complexa nesta questão já que no Catar a homossexualidade é considerada um crime que pode ser pago com prisão.

No entanto, o presidente da Fifa, Joseph Blatter, disse que não acha que haverá discriminação em relação à comunidade LGBT durante a Copa do Mundo de 2022.

Será a primeira Copa no Oriente Médio

É a primeira vez que uma Copa do Mundo é realizada no Oriente Médio e isso é um desafio para a FIFA especialmente por que em 2017 os países próximos ao Catar decidiram cortar o comércio e os negócios internacionais com o país, culpando-o por alimentar e fomentar o terrorismo. As gôndolas dos supermercados do Catar foram afetadas e, por sua vez, muitas companhias aéreas pararam de voar para o país. Será que situação mudará até 2022?

Estes são alguns dos aspectos que podem ser esperados para a próxima Copa do Mundo. Faltam quatro anos e quatro meses para a realização do evento no Catar. Com informações do Vix.

Retiro Notícias

COMPARTILHAR
COMENTÁRIOS
Os comentários são de total responsabilidade de seus autores, desta forma não representa a opinião do Retiro Notícias. Contamos com o bom senso e educação dos nossos internautas. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.