Altas temperaturas podem acarretar em sangramento nasal. Saiba como evitar

Vestibular Agendado

naom_5874e0bb2b093-1

Ar seco, calor e temperaturas elevadas, além das taxas baixas de umidade podem favorecer o ressecamento da mucosa do nariz. Com isso, a fragilidade e a ruptura dos vasos aumentam, causando a epistaxe, nome dado ao sangramento nasal.

Segundo o otorrinolaringologista da Clínica Dolci em São Paulo, Dr. Ricardo Landini Lutaif Dolci, esta é uma situação muito comum, que chega a acometer mais de 60% da população em algum momento da vida. Outras causas de sangramento no nariz são: alergias, uso de certos medicamentos, sinusite, uso de cocaína, exposição a irritantes químicos, traumas, rinite, corpo estranho no nariz, sprays nasais e até a utilização de anticoagulantes.
Os casos de epistaxe, na maioria das vezes, não são graves e podem ser controlados em casa. “Primeiro, o paciente deve manter a calma, depois se sentar com a cabeça inclinada para trás e pressionar a ponta do nariz com a ponta do dedo indicador e do polegar. Deve-se manter a pressão por cerca de 10 minutos e colocar uma bolsa de gelo na região da testa”, explica o especialista.
Para evitar o problema nesta época do ano, o otorrinolaringologista dá algumas outras dicas importantes:
– Umidifique continuamente o ar do ambiente com toalhas molhadas e bacias de água;
– Evite o ar seco ou a exposição ao sol;
– Beba bastante água;
– Utilize soro fisiológico para aliviar o nariz quando estiver seco.
Caso o problema se torne frequente, o indicado é procurar a avaliação de um otorrinolaringologista para descobrir a causa, esclarecer todas as dúvidas e iniciar o tratamento.

pospaganda

facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail
Comente aqui!