Areias de praia em Espirito Santo previnem contra câncer de mama, diz pesquisas

O doutor em física nuclear da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes), Marcos Tadeu Orlando, concluiu, após anos de pesquisa, que as areias de praias de Guarapari podem prevenir o câncer de mama. A justificativa é que a radiação que sai do local ocasiona a menor incidência da doença na região.

Os estudos realizados apontam que, num grupo de 100 mil mulheres, somente duas apresentam câncer de mama, em Guarapari. Já em Colatina, por exemplo, foram constatadas 178 mulheres com a doença, a cada 100 mil. Em Linhares, o número foi de 148 mulheres.

Foto: Ari Melo/ TV Gazeta

Ainda não foi definida qual a dose necessária e qual o limite a ser absorvido pelas pessoas. “Os pesquisadores da área médica e biológica da Ufes têm que definir a dose, mas ainda precisa de muito estudo”, disse Orlando.

O pesquisador explicou que em vários lugares do mundo onde há concentração de radiação também é constatada menor ocorrência da doença.

“Isso reflete o que é uma tendência mundial. Quer dizer, quando você olha outros lugares que têm esse tipo de radiação, esse mesmo efeito se reproduz, ou seja, o número de câncer diminui. Agora, nos outros lugares, a estatística é mais robusta, no sentido que abre para todos os tipos de câncer. E aqui nós só temos os dados do câncer de mama”, falou.

Segundo o pesquisador, foi descoberto que o efeito da radiação da Praia da Areia Preta se estende, inclusive, para Meaípe.

“Meaípe tem um ambiente muito favorável para a saúde humana. Esse ambiente não é composto só de radiação. Tem o gás que emana e o spray que vem da água. Essa somatória de efeitos é única para aquela região. São 10 fatores, unicamente naquela região. Não existe nada parecido. O mais parecido está numa cidade da Índia, mas não tem a mesma condição. Em Guarapari, tem o tratamento térmico pela areia, tem o tratamento radioativo, de baixa radiação, tem a aspiração do gás, que é o radônio. Além de tudo, tem o ambiente salutar, agradável”, falou.

Orlando explicou, ainda, que todos os fatores precisam trabalhar juntos para produzir o efeito esperado. Assim, não basta levar a areia da praia para casa. “Isso não ajuda, é o ambiente, são 10 fatores”, afirmou.

COMPARTILHAR
COMENTÁRIOS
Os comentários são de total responsabilidade de seus autores, desta forma não representa a opinião do Retiro Notícias. Contamos com o bom senso e educação dos nossos internautas. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.