“Bando de malucos”: Frase de Lula repercute na imprensa internacional

O atual presidente Jair Bolsonaro rebateu na manhã de hoje a declaração
às 21:28

UOL Notícias

Foto: Marlene Bergamo/Folhapress

Os principais portais de notícias de jornais internacionais repercutiram a entrevista dada ontem pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva à Folha de S. Paulo e ao El País, dando destaque à frase em que o petista diz que o Brasil está sendo governado por “um bando de maluco”.

O texto publicado pelo The New York Times, da AFP, chamou atenção ainda para o pedido de autocrítica feito por Lula à classe média após a eleição de Jair Bolsonaro (PSL). Segundo a publicação, Bolsonaro “tem ganhado a atenção do mundo pelas suas promessas de abrir a Amazônia para o desenvolvimento, e seus comentários vistos como ofensivos para a minorias e a comunidade LGBT”.

O britânico The Guardian, além de destacar a frase “bando de maluco”, também apontou a parte em que Lula chama a atual equipe de governo de “lacaios” dos Estados Unidos que destruíram a reputação internacional do país.

O argentino La Nación trouxe a parte em que Lula adverte a Bolsonaro que se ele não colocar em ordem a sua base não resistirá.

O alemão Deutsche Welle além de também dar destaque à fala sobre “um bando de maluco” governando o Brasil, também abordou a declaração do ex-presidente sobre o ex-juiz federal Sergio Moro — hoje ministro da Justiça e Segurança Pública – de que está “obcecado” para provar a “farsa” judicial dele.

O francês Le Figaro falou da aparência de Lula, um ano após ter sido preso. “De paletó cinza e camisa lilás, sua eterna barba bem cortada. (…) Lula aparece radiante, combativo, longe de aparentar estar abatido após mais de um ano atrás das grades”, diz o periódico.

Bolsonaro: “Pelo menos não é bando de cachaceiro”

O atual presidente Jair Bolsonaro rebateu na manhã de hoje a declaração dada ontem por Lula afirmando que “pelo menos não é um bando de cachaceiro” que governa o Brasil e que, em primeiro lugar, Lula nem deveria ter dado entrevista.

“Pelo menos não é um bando de cachaceiro. O Lula, primeiro, não deveria falar. Ele falou besteira. Quem era o time dele? Grande (parte) está preso ou sendo processado”, afirmou Bolsonaro.

Segundo o presidente, o PT e Lula tinham um plano de poder que roubaria a liberdade dos brasileiros. Ele não detalhou como isso seria feito. Bolsonaro também declarou que o STF (Supremo Tribunal Federal) errou ao conceder o direito do petista dar entrevista.

“Eles tinham um plano de poder onde roubariam a nossa liberdade, tá ok? Eu acho que foi um equívoco, um erro da Justiça ter dado o direito de dar uma entrevista. Presidiário tem cumprir sua pena”, disse.

COMENTÁRIOS
Os comentários são de total responsabilidade de seus autores, desta forma não representa a opinião do Retiro Notícias. Contamos com o bom senso e educação dos nossos internautas. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.