DEM deve liberar lideranças para apoio no 2º turno; Bolsonaro deve ser beneficiado

Apesar da tendência de liberação das lideranças, é tratado como certo que Bolsonaro deve ser o maior beneficiário com anúncios de apoios de integrantes do DEM

Pela Redação no dia às 16:31

Com informações do Retiro Notícias

Foto: Marco Correia | Varela Notícias

A direção nacional do Democratas se reúne nesta terça-feira (9) em Brasília para definir o posicionamento oficial da legenda no segundo turno das eleições presidenciais de 2018. Até o momento, a tendência interna é que o partido libere as lideranças para apoiar Jair Bolsonaro (PSL) ou Fernando Haddad (PT).

O encontro na capital federal reunirá os dois governadores eleitos pelo partido, Ronaldo Caiado (GO) e Mauro Mendes (MT), e o candidato a governador Márcio Miranda (PA), que disputa o segundo turno, e os principais caciques da sigla no Brasil.

Apesar da tendência de liberação das lideranças, é tratado como certo que Bolsonaro deve ser o maior beneficiário com anúncios de apoios de integrantes do DEM, de acordo com interlocutores. Autodeclarado um partido de centro-direita, a legenda possui um histórico de desavenças com o PT, o que impediria uma aproximação com a candidatura de Haddad.

A previsão é que, no começo da tarde desta terça, o presidente nacional do DEM, ACM Neto, faça um pronunciamento formal sobre a situação.

COMPARTILHAR
COMENTÁRIOS
Os comentários são de total responsabilidade de seus autores, desta forma não representa a opinião do Retiro Notícias. Contamos com o bom senso e educação dos nossos internautas. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.