Economista de Bolsonaro chama Aécio de ‘ladrão’ e ‘maconheiro’

As declarações de Paulo Guedes foram dadas à revista “Piauí”

Foto: André Valentim/Divulgação

O economista Paulo Guedes, cérebro da campanha de Jair Bolsonaro e provável ministro da Fazenda num eventual mandato do capitão reformado, se defendeu das críticas que recebeu por se aliar ao candidato do PSL à Presidência da República.

Em entrevista à revista “Piauí”, que chega às bancas nesta terça-feira (4), Guedes atacou Aécio Neves e Michel Temer.

“(...) Esses caras estão me discriminando, me atacando, porque eu tô tentando ajudar o país...Quer dizer: todo mundo aí trabalhou para o Aécio, ladrão e maconheiro. Trabalhou pra o Temer, ladrão. Trabalhou pro Sarney, ladrão e mau caráter que aparelhou o Brasil inteiro…”, disse ele, neste trecho destacado na coluna de Lauro Jardim, em “O Globo”.

 
COMPARTILHAR
COMENTÁRIOS
Os comentários são de total responsabilidade de seus autores, desta forma não representa a opinião do Retiro Notícias. Contamos com o bom senso e educação dos nossos internautas. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.