Eleições 2018: cobertura das últimas notícias e apuração do TSE

O Brasil vai às urnas eleger presidente, governador, senador, deputado federal e estadual

Foto: ERALDO PERES AP

Neste domingo (7), o Brasil vai às urnas para sua corrida presidencial mais competitiva desde 1989. Também está na disputa os cargos de governador, senador, deputado federal e deputado estadual. O candidato Jair Bolsonaro (PSL), que sofreu um atentado no dia 6 de setembro, lidera as intenções de voto para o Palácio do Planalto, seguido por Fernando Haddad (PT), que aposta na transferência de votos de eleitores do ex-presidente Lula, preso em Curitiba.

Concorrem ainda a uma vaga no segundo turno Ciro Gomes (PDT),  Geraldo Alckmin(PSDB), Marina Silva (REDE), João Amoêdo (Novo), Henrique Meirelles (MDB), Alvaro Dias (Podemos), Guilherme Boulos (PSOL), Cabo Daciolo (Patriota), Vera (PSTU) e João Goulart Filho (PPL).


16.03

Jungmann fala de “tranquilidade” nas eleições

O ministro da Segurança brasileiro, Raul Jungmann, afirmou que a inexistência de conflitos graves durante o pleito mostra “maturidade” da sociedade manifestada nas atuais eleições.

 

16.02

Brasileiros na Suiça escolhem Bolsonaro

Jair Bolsonaro venceu a preferência entre os eleitores habilitados para votar no consulado do Brasil em Genebra, na Suíça. No total, o capitão que disputa as eleições pelo PSL somou 1.846 votos. O petista Fernando Haddad teve 1.077 votos na eleição que também contabilizou 280 votos nulos e brancos. Em Zurique, Bolsonaro somou 2,7 mil votos e Haddad, 1,7 mil. Os números são extraoficiais, já que ainda não foram contabilizados pelo Tribunal Superior Eleitoral em Brasília, que centraliza a apuração.

15.41

Veja quem venceu a eleição para presidente em outros países

Foto: Reprodução/Twitter

Em 33 países as eleições já foram finalizadas devido a diferença de fuso horário. Muitos brasileiros, que moram no exterior, compartilham nas redes sociais os boletins impressos das urnas. No entanto, os resultados oficiais só serão divulgados após o final da votação no Brasil.

Na Nova Zelândia o percentual seria de 58,3% para o candidato do Partido Social Liberal (PSL), Jair Bolsonaro, e 41,7% para Fernando Haddad, do Partido dos Trabalhadores (PT).

No Japão e na Austrália, os boletins também apontariam a vitória do candidato do Partido Social Liberal (PSL), Jair Bolsonaro. Já em países como Índia e Rússia, quem venceria seria Fernando Haddad, do Partido dos Trabalhadores (PT).

LER MAIS

15.26

Eleitor do Paraná é preso depois de postar no Facebook foto do voto na urna

Situação ocorreu na manhã deste domingo (28), em Porto Amazonas. Ele deve ser liberado depois de assinar termo circunstanciado.

Por RPC Ponta Grossa – 11h57

Foto: Reprodução/Facebook

Um eleitor de Porto Amazonas, nos Campos Gerais do Paraná, foi preso, na manhã deste domingo (28), depois de postar no Facebook uma foto do seu voto na urna. Ele foi liberado depois de assinar um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO).

De acordo com a Polícia Militar (PM), o homem, de 51 anos, ficou cerca de 30 minutos na cabine de votação. A presidente da seção, então, estranhou a demora e percebeu que o eleitor escondia algo.

A PM foi, então, chamada.

Segundo a Polícia Militar, o homem foi preso porque violou ou tentou violar o sigilo do voto – crime previsto no Artigo 32 do Código Eleitoral.

 

 

15.22

Votação no exterior é encerrada em 33 países; o resultado somente após o término da votação no Brasil

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) informou há pouco que a votação para eleitores brasileiros que estão no exterior foi encerrada em 33 países. De acordo com o TSE, o balanço se refere aos locais de votação que estão à frente no fuso horário.

Os primeiros países a encerrarem a votação foram Nova Zelândia, Austrália, Japão, Coreia do Sul, China, Taiwan, Cingapura, Filipinas, Malásia, Hong Kong, Timor Leste, Indonésia, Vietnã, Tailândia, Índia, Nepal, Omã, Emirados Árabes, Arábia Saudita, Israel, Palestina e Rússia.
Os 500 mil eleitores que estão aptos a votar fora do país em 99 nações votaram somente para presidente da República. O resultado da votação no exterior será divulgado somente após o término da votação no Brasil.

15.21

O presidente do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli, falou, após votar em Brasília, que o presidente eleito nesta data terá de seguir o artigo da Constituição que prevê a construção de uma sociedade livre, justa e solidária. E lembrou que o novo mandatário deve respeitar as instituições, a democracia e o Poder Judiciário. “É preciso garantir a pluralidade política e respeitar a oposição que se formará”, completou.

15.19

Jacques Wagner vota em Andaraí

Foto: El País

O senador eleito pela Bahia, Jaques Wagner (PT), votou na cidade de Andaraí, na Chapada Diamantina, a 450 km de Salvador. Wagner afirmou que está é uma eleição atípica, mas que o discurso de ódio e de intolerância não pode vencer o amor e o diálogo. ” É preciso defender os princípios fundamentais da Constituição Brasileira, a igualdade entre as pessoas e o respeito às minorias”.

11.21

Jornal Retiro Notícias – Edição 7

Leia a 7ª edição do Jornal Retiro Notícias

O combate final

Ler tópico do jornal

Jair Bolsonaro e Fernando Haddad se enfrentam no segundo turno das eleições 2018

Ler agora

Sábado, ás 10:20

 

11.15

Candidatos à Presidência no 2º turno votam na manhã deste domingo

Bolsonaro votou na Zona Oeste do Rio de Janeiro, e Haddad, na Zona Sul de São Paulo.

Por G1

Os dois candidatos à Presidência neste segundo turno votaram ainda na manhã deste domingo (28). Jair Bolsonaro (PSL) votou às 9h17 na Vila Militar, Zona Oeste do Rio de Janeiro. Fernando Haddad (PT) compareceu à urna às 10h18 em Moema, Zona Sul de São Paulo.

Bolsonaro votou na Escola Municipal Rosa da Fonseca, na Vila Militar, em Deodoro, na Zona Oeste do Rio. O capitão do exército estava acompanhado da mulher, Michele.

Leia esta notícia


Em São Paulo, Haddad chegou ao colégio Brazilian International School, onde ele vota, acompanhado da mulher, Ana Estela. Antes de ir para a escola, Haddad participou com Ana Estela de um café da manhã com lideranças do PT em um hotel na região central da cidade.

10.50

Bolsonaro diz se surpreender com apoio de Joaquim Barbosa a Haddad

O presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) disse na tarde deste sábado (27) que se surpreendeu com o apoio do ex-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) Joaquim Barbosa a seu oponente na corrida presidencial, Fernando Haddad (PT). “A gente fica sem entender”, destacou, em uma transmissão ao vivo no Facebook, a última antes da votação deste domingo (28).

Bolsonaro destacou que Barbosa fez um excelente trabalho no STF, tendo colocado na cadeia nomes petistas como José Dirceu e José Genoino. “A gente sabe que, se por ventura o PT voltar um dia, essa turma toda, todos voltarão. E aquele esquema que foi desmantelado lá atrás com Joaquim Barbosa volta a ocupar o centro da política brasileira”.

LER MAIS

10.40

Fernando Haddad (PT) vota em escola de Moema, na Zona Sul de SP

10.39

Após votar em SP, Temer diz que transição para novo governo está ‘praticamente organizada’

Presidente da República votou na zona oeste de São Paulo tão logo foram abertas as urnas. Segundo ele, ‘paz e harmonia’ começam a partir deste domingo (28).

Por Carolina Dantas, G1 SP

Foto: Carolina Dantas, G1

O presidente Michel Temer (MDB) votou neste domingo (28), às 8h07, em Pinheiros, na zona oeste de São Paulo. O emedebista estava acompanhado do ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab.

Após votar, Temer conversou com jornalistas. Segundo ele, a transição para o novo governo começa já nesta segunda-feira (29).

“Vamos começar a transição logo, prontamente amanhã, e faremos uma transição muito tranquila, muito sossegada. Já está praticamente organizada em relação a todos os setores do governo, os tópicos da transição. De modo que a equipe do eleito, quando contatar já praticamente recebe todos os dados do atual governo, daquilo que foi feito e daquilo que ainda precisa ser feito”, explicou o presidente da República.

LER MAIS

10.29

Haddad chega para votar em colégio na Zona Sul de São Paulo

Foto: Marina Pinhoni/G1

10.26

Na pressa para votar? Confira 3 receitas de almoço rápido

As eleições do 2° turno começou e se você está com pressa para comer e ir votar agente te mostra três receitas fáceis e rápidas de fazer neste domingo (28).

10.01

No Twitter, TSE na ativa

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) está se manifestando ativamente nas redes sociais com dicas para a hora do voto e lembra o que é proibido fazer.

09.59

Votação no exterior é encerrada em 16 países

Por TSE

© DR

Tribunal Superior Eleitoral (TSE) informou que a votação para eleitores brasileiros que estão no exterior foi encerrada em 16 países. De acordo com o TSE, o balanço se refere aos locais de votação, em geral as próprias embaixadas do Brasil, que estão à frente no fuso horário.

De acordo com o boletim, a votação já terminou na Nova Zelândia, Austrália, no Japão, na Coreia do Sul, China, em Taiwan, Cingapura, nas Filipinas, na Malásia, em Honk Kong, no Timor Leste, na Indonésia, no Vietnã, na Tailândia, Índia e no Nepal.

09.56

O candidato do PT à Presidência, Fernando Haddad, disse, em entrevista no hotel onde está hospedado em São Paulo: “Espero que as pessoas compreendam que hoje é um dia de paz, é um dia em que as pessoas vão para as urnas, votam de acordo com a consciência. Espero que todos tenham um dia tranquilo e possam ir às urnas em paz, sem temores, sem ameaças, possam festejar a democracia. É uma luta de uma geração inteira. A luta em defesa das liberdades”.

09.46

Resumo

  • Brasileiros vão às urnas neste domingo (28) para escolher, em 2º turno, o novo presidente e os governadores de 13 estados e do DF.
  • Disputam o segundo turno para a Presidência os candidatos Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT).

09.42

Candidata a vice-presidente, Manuela D’Ávila vota em escola em Porto Alegre

Manuela vai acompanhar a apuração em São Paulo, ao lado do candidato à Presidência Fernando Haddad (PT).

Candidata a vice-presidente na chapa de Fernando Haddad (PT), Manuela D’Ávila (PC do B) votou na manhã deste domingo (28) no Colégio Santa Inês, em Porto Alegre, no segundo turno das eleições 2018. No começo da tarde, ela embarca para São Paulo, onde acompanha apuração ao lado de Haddad.

Manuela chegou para votar pouco antes das 9h. O colégio abriu votação pontualmente às 8h, com movimentação tranquila. Grupos de apoiadores foram até o local com cartazes com frases como “Manu no Jaburu” e “O amor vai vencer o ódio”. Um oficial presente na escola disse à reportagem que o ato não configurou boca de urna.

No sábado (27), Manuela participou de ato político na capital gaúcha com apoiadores. A “Caminhada pela Democracia” reuniu, segundo a organização, cerca de 30 mil pessoas. A Brigada Militar não fez levantamento. A candidata estava acompanhada de Miguel Rossetto (PT), que concorreu ao governo do Rio Grande do Sul no primeiro turno, e pelos deputados federais Henrique Fontana (PT) e Maria do Rosário (PT), que foram reeleitos.

O Rio Grande do Sul tem pouco mais de 8 milhões de eleitores aptos a votar nestas eleições. Para governador, os candidatos são Eduardo Leite (PSDB) e José ivo Sartori (MDB).

09.40

Gilberto Gil vota no Rio de Janeiro em segundo turno das eleições

Foto: Daniel Pinheiro/AgNews

09.33

Com segurança reforçada, Bolsonaro vota no Rio de Janeiro

Foto: Reprodução / GloboNews

O candidato Jair Bolsonaro votou na manhã deste domingo (28), na Escola Municipal Rosa da Fonseca, na Vila Militar, em Deodoro, na Zona Oeste do Rio, às 09h17. O capitão do exército estava acompanhado da mulher, Michele.

Ler mais

09.27

09.26

Alckmin vota em São Paulo e evita declarar apoio

Foto: Eduardo Moura/Folhapress

O ex-governador Geraldo Alckmin (PSDB) foi um dos primeiros a votar em sua zona eleitoral, no colégio Santo Américo, em São Paulo, logo após a abertura dos portões.

Acompanhado da mulher, Lu Alckmin, que vota no mesmo local, ele evitou declarar quem apoiaria neste segundo turno.

“Hoje é dia do eleitor, qualquer que seja o resultado”, disse o ex-governador.

Ao chegar na seção onde vota sua esposa, cumprimentou jornalistas e deixou que um idoso, que usava bengala, passasse na frente da fila.

“Fizemos uma belíssima campanha no primeiro turno, percorremos o Brasil inteiro, levando uma mensagem, propostas e desafios que o próximo governo terá. Agora exercemos aqui, como eleitor, a nossa decisão”, disse. (Eduardo Moura)

09.24

Candidato Jair Bolsonaro vota em seção na Vila Militar, no RJ

Candidato Jair Bolsonaro vota em seção na Vila Militar

Foto: Reprodução /GloboNews

09.22

Segurança é reforçada em escola onde Bolsonaro vota

Foto: Pedro Ladeira/Folhapress

Por Folhapress

A segurança da Escola Municipal Rosa da Fonseca foi reforçada na manhã deste domingo (28) para receber o candidato Jair Bolsonaro (PSL), que vota no local.

A entrada de carros na praça Marechal Hermes, onde fica a escola, foi limitada. Grades foram posicionadas na entrada do colégio.

As pessoas que chegam ao local para votar passam precisam passar por uma revista para serem autorizadas a ingressar no colégio.

Fazem a segurança do local efetivos homens e mulheres do Exército, da Polícia Militar e da Polícia Federal, fortemente armados.

Mais cedo, a Polícia Federal fez uma varredura na seção em que o candidato vota. Foram usados equipamentos e cães farejadores.

Ao lado de fora, um pequeno grupo de apoiadores vestem camisetas em tons de verde e amarelo, algumas com a mensagem “meu partido é o Brasil”, semelhante à roupa que Bolsonaro usava quando sofreu um atentado a faca em setembro. (Talita Fernandes e Pedro Ladeira)

09.18

Flávio Bolsonaro diz que o pai ganhará com larga diferença de votos

Por Folhapress

Foto: Reprodução/ Sputnik Brasil

O senador eleito Flávio Bolsonaro (PSL) chegou em seu local de votação, em Vila Isabel, zona norte do Rio, por volta das 8h. Ele disse que está confiante em uma larga vitória do pai, o presidenciável Jair Bolsonaro (PSL).

“Se tivesse acabado hoje já teria valido a pena tudo o que a gente passou, resgatar o orgulho do brasileiro de usar o verde o amarelo, sua bandeira. Estamos confiantes no resultado, as ruas mostraram isso para nós”, disse à Folha.

Questionado sobre a diminuição da diferença entre Bolsonaro e Fernando Haddad (PT), ele se disse despreocupado. “Se o Datafolha está dando 10 pontos a mais, a gente está com 20 a mais, não tem nem dúvida. Erram tudo, vão errar mais essa. Vai ser larga a diferença, o povo brasileiro cansou do PT. Ninguém aguenta mais”, afirmou.

O senador eleito disse, ainda, que no governo do pai todas as indicações serão por competência. “Não vai ter no governo de Bolsonaro ninguém que não seja competente para estar nas respectivas pastas e, com isso, vamos otimizar, enxugar a máquina e fazer o dinheiro chegar onde precisa.”

Quanto à disputa no Rio de Janeiro, Flávio Bolsonaro, que cumpriu agenda na rua com o ex-juiz Wilson Witzel (PSC), desejou boa sorte aos dois candidatos e disse que o eleitor saberá identificar o que não quer que volte.

Witzel disputa o governo do estado com o ex-prefeito do Rio Eduardo Paes (DEM). Jair Bolsonaro se manteve neutro na corrida estadual.

“A população vai identificar o que é melhor para o Rio de Janeiro, o que quer para o futuro, o que não quer que volte”, disse. (Ana Luiza Albuquerque)

COMPARTILHAR
COMENTÁRIOS
Os comentários são de total responsabilidade de seus autores, desta forma não representa a opinião do Retiro Notícias. Contamos com o bom senso e educação dos nossos internautas. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.