Flamengo 0 x 1 Liverpool

Liverpool vence sobre o Flamengo e conquista Mundial

Após 90 minutos bastante equilibrados, Rubro-Negro não resistiu aos ingleses na prorrogação, quando abriram o placar com Roberto Firmino

às 14:30 e atualizado às 17:15

Trinta e oito anos depois, Rubro-Negros e Reds se reencontram em uma decisão de Mundial de Clubes neste sábado (21/12/2019), no Estádio Internacional Khalifa, em Doha, no Catar. Em 1981, o confronto terminou de forma ruim para os ingleses, graças a Zico, Adílio, Nunes e um time do Flamengo que não deu chances para o Liverpool.

Os ingleses tiveram outras duas chances de conquistar o mundo, perdendo, depois, para Independiente e São Paulo. Apesar de um suposto desinteresse dos europeus no torneio, Jürgen Klopp e seu elenco juram que se importam sim com o título e que vieram a Doha para ganhar o título inédito para o Liverpool.

Do outro lado, Jorge Jesus e seu Flamengo desejam completar com chave de ouro um ano de 2019 que já foi espetacular, com os títulos do Carioca, Libertadores e Brasileiro (além da Florida Cup).

O jogo

Logo no começo da partida, o Liverpool já demonstrou sua superioridade, avançando suas linhas de marcação e chegando com perigo na meta flamenguista, primeiro com Roberto Firmino, depois com Mané e em chute de longa distância de Alexander-Arnold.

O Flamengo utilizou de estratégia semelhante, abrindo o time e apostando nas viradas de bola. O Rubro-Negro, no entanto, não teve tanto sucesso nas subidas ao ataque.

O Flamengo utilizou de estratégia semelhante, abrindo o time e apostando nas viradas de bola. O Rubro-Negro, no entanto, não teve tanto sucesso nas subidas ao ataque.

Conforme o tempo passou, o Flamengo começou a gostar mais do jogo. Aos 23, Bruno Henrique chegou com perigo ao gol adversário graças a erro na saída de Alisson. O camisa 27 avançou pela lateral, driblou Alexander-Arnold e cruzou para a área, mas ninguém apareceu para completar.

Conforme o 1º tempo se aproximava do seu fim, o Flamengo foi se sentindo mais à vontade no jogo e dominou a posse de bola. O Liverpool, quando se lançava ao ataque, parava nas chegadas certeiras de Rodrigo Caio e Pablo Marí, com excelentes atuações.

2º tempo

Assim como aconteceu no início da primeira etapa, o Liverpool começou o 2º tempo mais ligado e, novamente com Firmino, em belo lance, quase abriu o placar. A bola, no entanto, bateu na trave e saiu de campo. A blitz continuou, e Salah também teve sua chance. A bola passou perto, rente à trave de Diego Alves.

O Rubro-Negro não esmoreceu e devolveu as tentativas do Liverpool. Gabigol, em chute cruzado, exigiu grande defesa de Alisson, que falhou seguidas vezes na saída de bola.

Após os avanços iniciais de ambas as equipes, o jogo ganhou uma característica mais truncada, com brigas pela posse de bola dominando o meio de campo.

Nos últimos 10 minutos, o Liverpool voltou a crescer no duelo, se aproveitando da velocidade de Mané. Aos 40 minutos, após contra-ataque em velocidade, a bola sobrou na intermediária para Henderson, que acertou um belo chute para defesa ainda mais incrível de Diego Alves.

No fim do jogo, lance polêmico. O árbitro marcou um possível toque de Rafinha em Mané. Após reclamação, o VAR foi acionado e, devido às imagens inconclusivas, nada foi marcado.

Prorrogação

Aos 8 minutos da prorrogação, o Liverpool finalmente abriu o placar da partida. Após excelente lançamento de Henderson, Mané dominou, esperou a chegada de Firmino e tocou, deixando o brasileiro cara a cara com Diego Alves. Com muita calma, o camisa 9 dos ingleses fez 1 x 0.

Na segunda etapa da prorrogação, apesar das tentativas rubro-negras,o Liverpool soube controlar bem o ritmo da partida.

Siga o Retiro Notícias no Instagram - @retironoticias

COMPARTILHAR
COMENTÁRIOS
Os comentários são de total responsabilidade de seus autores, desta forma não representa a opinião do Retiro Notícias. Contamos com o bom senso e educação dos nossos internautas. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.