Firma de Alckmin usa prédio de cunhado suspeito de caixa 2, diz jornal

Empresas do governador e sua família têm ou tiveram como sede edifício de citado em delação da Odebrecht

Foto: Joel Silva/Folhapress

Três empresas da família do governador paulista, Geraldo Alckmin (PSDB), têm ou tiveram como sede um edifício comercial de propriedade de seu cunhado Adhemar Ribeiro, acusado por dois delatores da Odebrecht de ter recebido R$ 2 milhões no caixa dois para a candidatura do tucano em 2010, de acordo com o Folha de S. Paulo. Em ao menos duas eleições, para a Prefeitura de São Paulo, em 2008, e para o governo paulista, em 2010, as campanhas de Alckmin tiveram uma base no imóvel. Em ambas as prestações de contas eleitorais, há registro de aluguel do espaço. Neste ano, o tucano deve disputar a eleição para a Presidência.Ribeiro é irmão da primeira-dama Lu AlckminAlckmin nega irregularidades nas campanhas eleitorais. Seu cunhado não se manifestou.

COMPARTILHAR
COMENTÁRIOS
Os comentários são de total responsabilidade de seus autores, desta forma não representa a opinião do Retiro Notícias. Contamos com o bom senso e educação dos nossos internautas. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.