Janot dá parecer contrário ao recurso de Dilma para anular processo de impeachment

1O procurador-Geral da República, Rodrigo Janot, deu parecer contrário ao recurso apresentado pela ex-presidente Dilma Rousseff (PT) ao Supremo Tribunal Federal (STF) para anular o processo de impeachment e retomar a Presidência. Na avaliação de Janot, segundo a Veja, o rito foi "autorizado e conduzido com base em motivação idônea e suficiente". Na peça, o advogado de Dilma, o ex-ministro José Eduardo Cardozo, questiona a falta de motivos jurídicos para o afastamento da petista. O mandado de segurança de Dilma retoma a tese de que houve "desvio de poder" por parte "da ação degenerada e ilícita" do ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha (PMDB-RJ), bem como de um "conjunto muito mais amplo de parlamentares, deputados e senadores" durante o processo de impeachment. Na avaliação de Janot, se as provas produzidas contra Dilma não fossem suficientes aos olhos dos senadores, "muito provavelmente não haveria condenação por tão expressiva maioria" - na ocasião, o impedimento foi aprovado por 61 dos 81 votantes. O ministro Teori Zavascki, morto em janeiro deste ano, já havia rejeitado o pedido de Dilma ao Supremo. A decisão sobre o recurso apresentado está agora sob responsabilidade do ministro Alexandre de Moraes, substituto de Zavascki na Corte. BN
COMPARTILHAR
COMENTÁRIOS
Os comentários são de total responsabilidade de seus autores, desta forma não representa a opinião do Retiro Notícias. Contamos com o bom senso e educação dos nossos internautas. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.