Lula ficou ‘irritado’ com exigências do PMDB para apoiar Dilma em 2010, afirma delator

1Contrário à escolha de Michel Temer (PMDB) para compor a chapa com Dilma Rousseff (PT), o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) teria ficado “irritado” com as exigências do PMDB para apoiar a candidatura da petista. A revelação foi feita pelo marqueteiro João Santana em delação premiada. Em seu depoimento ao Ministério Público Federal (MPF), o publicitário afirmou que a preferência de Lula era para que o então ministro da Defesa, Nelson Jobim, ocupasse o posto. “Ele estava profundamente exasperado dizendo que não ia coligar [com o PMDB]. Que se dependesse dele, não ia coligar com o PMDB, porque o PMDB estava fazendo exigências absurdas”, contou. “Tá ficando impossível atender às exigências do PMDB”, teria dito Lula em um jantar no Palácio da Alvorada quando se reuniu com o núcleo da campanha de 2010. Santana não soube esclarecer, no entanto, quais eram as exigências do partido. BN

facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail
Comente aqui!