Mr. Catra morre aos 49 anos em São Paulo

Carioca, cantor tratava câncer no estômago em São Paulo.

Foto: Reprodução/Twitter

Conhecido por ter 32 filhos, o cantor de funk Wagner Domingues Costa, o Mr. Catra, de 49 anos morreu neste domingo (9), por volta das 15h20. O cantor natural do Rio de Janeiro, estava internado no hospital Hospital do Coração (HCor), na capital paulista. Catra deixa três esposas. 

Segundo a assessoria de impressa do cantor disse “com enorme pesar”, comunica o falecimento de Catra, “em decorrência de um câncer gástrico”. O funkeiro emagreceu mais de 30 kg nos últimos meses.

O velório do cantor começa na madrugada desta segunda-feira (10), em Guarulhos, na Grande São Paulo. Depois, o corpo será enterrado no Rio de Janeiro.

Ele havia declarado ser doador de órgãos, mas como faleceu por falência múltipla de órgãos, não será possível. Os médicos ainda avaliam a possibilidade da doação apenas das córneas.

No início de 2017, o cantor foi diagnosticado com um câncer no estômago. Na ocasião, ele disse que tinha parado de beber e reduzido o número de cigarros que fumava para realizar as sessões de quimioterapia.

Mr. Catra se formou em Direito, mas nunca exerceu a profissão. Ele começou sua trajetória na música em uma banda de rock, mas ficou conhecido mesmo no funk.

Seu primeiro disco solo lançado por Catra foi “O bonde dos justos”. Um dos principais hits do cantor é “Uh Papai Chegou”.

Nos anos 2000, Catra começou a fazer paródias de algumas músicas. ‘Adultério’, um de seus grandes sucessos, é uma versão de “Tédio”, do Biquini Cavadão.

Há poucos meses o cantor gravou um clipe com a funkeira Valeska Popozuda. Em sua conta no Twitter, ela disse estar “arrasada” com a morte de Catra. Com informações do G1. 

 

COMPARTILHAR
COMENTÁRIOS
Os comentários são de total responsabilidade de seus autores, desta forma não representa a opinião do Retiro Notícias. Contamos com o bom senso e educação dos nossos internautas. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.