Mulher usava perfil falso para cometer estelionato sexual contra baianas

Pela Redação no dia às 11:46

A estelionatária Andreza Souza Dias Souza, 22 anos, foi presa durante a Operação Perfil Falso, comandada pelo Ministério Público do Estado (MP-BA), acusada de cometer delitos de estelionato e violação sexual mediante fraude contra pelo menos 20 mulheres em diversas cidades da Bahia.  Segundo o Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas e Investigações Criminais (Gaeco), a operação, deflagrada neste 8 de março, Dia Internacional da Mulher, teve como objetivo interromper uma sequência de crimes praticados por Andreza iniciada em 2013, na capital.

Os promotores de Justiça e agentes do Gaeco cumpriram o mandado de prisão preventiva contra Andreza e três mandados de busca e apreensão nas cidades de Santo Antônio de Jesus e Nazaré, no Recôncavo, em endereços frequentados pela investigada. Foram apreendidos aparelhos celulares, computadores e documentos relacionados ao caso. Os mandados foram expedidos pela 5ª Vara dos Feitos Criminais da Comarca de Salvador.

Andreza foi ouvida pelos promotores e deverá ser encaminhada ao Presídio Feminino. Após conclusão do inquérito, o MP-BA oferecerá a denúncia. A ação contou com o apoio da Coordenadoria de Segurança Institucional e Investigação (CSI); do Centro de Apoio Operacional dos Direitos Humanos (CAODH) e do Grupo de Atuação Especial em Defesa da Mulher e da População LGBT (Gedem), que ofereceu suporte emocional às vítimas; de promotores de Justiça do Ministério Público do Estado da Bahia; e da Polícia Militar, por meio da Companhia Independente de Policiamento Especializado – Litoral Norte (Cipe).

COMPARTILHAR
COMENTÁRIOS
Os comentários são de total responsabilidade de seus autores, desta forma não representa a opinião do Retiro Notícias. Contamos com o bom senso e educação dos nossos internautas. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.