Nova fase da Lava Jato investiga propina de R$ 200 milhões e elo com MDB

51ª etapa foi deflagrada nesta terça-feira (8) e ocorre em três estados: Rio de Janeiro, Espírito Santo e São Paulo.

Foto: Adriana Justi/RPC

A polícia Federal realiza a 51ª fase da Operação Lava Jato , deflagrada nesta terça-feira (8), investiga propina de R$200 milhões e elo com MDB. Os agentes policiais estão nas ruas para cumprir o mandato judiciais referente a fase da operação. São quatro mandados de prisão preventiva, dois de prisão temporária e 17 de busca e apreensão.

Os mandatos miram em três ex-funcionários da Petrobras e três operadores financeiros. Um deles um agente que se apresentava como intermediário de valores destinados a políticos vinculados ao então Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB).

A operação foi batizada por "Déjá Vú" que ocorre em três estados: Rio de Janeiro, Espírito Santo e São Paulo. O objetivo da polícia é reunir elementos que possam provar a prática de corrupção, associação criminosa, fraudes em contratações públicas, crimes cometidos contra sistema financeiro nacional e lavagem de dinheiro. Os presos nesta fase serão levados para para à Superintendência da PF, em Curitiba. 

O Contrato

O contrato era para a prestação de serviços de reabilitação, construção e montagem, diagnóstico e remediação ambiental, elaboração de estudo, diagnóstico e levantamentos nas áreas de segurança, meio ambiente e saúde para a estatal em nove países, além do Brasil.

Segundo a MPF, as provas apontam que o contrato foi em direção para a Odebrecht dentro da Petrobras. Segundo informações a investigação mostram evidências, ainda, dois núcleos de recebimento que são funcionários da estatal e agentes que se apresentavam como interposto de políticos ligados ao MDB (PMDB).

A PF disse que as investigações apontam a obtenção de contratos por partes. Os valores era superfaturados por meio de pagamento de vantagens indevidas à executivos e gerentes da Petrobras. Até a publicação desta reportagem ninguém foi preso.

Onde há mandatos

Rio de Janeiro (RJ)
  • 3 mandados de busca e apreensão
  • 1 mandado de prisão preventiva
  • 1 mandado de prisão temporária
Parati (RJ)
  • 2 mandados de busca e apreensão
  • 1 mandado de prisão preventiva
Niterói (RJ)
  • 2 mandados de busca e apreensão
  • 1 mandado de prisão preventiva
Miguel Pereira (RJ)
  • 1 mandado de busca e apreensão
  • 1 mandado de prisão preventiva
Jacuecanga (RJ)
  • 1 mandado de busca e apreensão
 
Petrópolis (RJ)
  • 1 mandado de busca e apreensão
Duque de Caxias (RJ)
  • 4 mandados de busca e apreensão
Areal (RJ)
  • 1 mandado de busca e apreensão
Vitória (ES)
  • 1 mandado de busca e apreensão
Guaratinguetá (SP)
  • 1 mandado de busca e apreensão
  • 1 mandado de prisão temporária

Retiro Notícias 

COMPARTILHAR
COMENTÁRIOS
Os comentários são de total responsabilidade de seus autores, desta forma não representa a opinião do Retiro Notícias. Contamos com o bom senso e educação dos nossos internautas. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.