Oi, Claro e TIM estão proibidas de vender chips de celulares

às 21:48

O presidente da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), João Rezende, anunciou nesta quarta-feira (18) que estão suspensas, a partir da próxima segunda-feira (23), as vendas de “chips” das empresas de telefonia móvel Oi, Claro e TIM, as três maiores operadoras do país. As empresas, porém, não serão multadas, a não ser que descumpram a determinação de suspender as vendas.

Juntas, de acordo com dados da Anatel, as empresas respondem por 70,12% do mercado de telefonia móvel do país. No caso da TIM, a decisão vale para 19 estados brasileiros, enquanto que, para a Oi, são 5 os estados afetados e, para a Claro, as vendas estão suspensas em três estados do país. Mesmo antes do anúncio formal da decisão, as ações da Oi e TIM lideraram as perdas nos negócios desta quarta na Bolsa de Valores de São Paulo.

A decisão foi motivada por problemas na qualidade dos serviços prestados, informou a Anatel. As vendas poderão ser retomadas, segundo Rezende, somente após as empresas apresentarem planos de investimentos, o que deverá ser feito dentro de até 30 dias, contendo metas para resolver problemas apresentados.

“É uma medida extrema para arrumação do setor. Queremos que as empresas deem uma atenção especial a qualidade da rede, principalmente com relação às constantes interrupções que têm sido sentidas no mercado. É uma solução extrema”, declarou o presidente da Anatel, João Rezende. Ele lembrou que o país terá desafios nos próximos anos, com o início do serviço 4G, com a Copa das Confederações e, também, com a Copa do Mundo de 2014.

G1

COMPARTILHAR
COMENTÁRIOS
Os comentários são de total responsabilidade de seus autores, desta forma não representa a opinião do Retiro Notícias. Contamos com o bom senso e educação dos nossos internautas. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.