Operação São João: rodovias na Bahia registram 221 acidentes com 15 vítimas fatais

às 15:32

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) divulgou nesta segunda-feira (25) o balanço de acidentes nas rodovias federais que atravessam o estado da Bahia.

De acordo com o boletim, foram registrados 188 acidentes, que deixaram 85 pessoas feridas e 12 mortas. Os dados foram contabilizados no período que vai da quinta-feira (20) até a madrugada de hoje. Considerando o dado com o balanço da PRE, foram registrados 221 acidentes ao todo, com 15 mortos.

Segundo a apuração dos policiais rodoviários, a maioria dos acidentes ocorreu por imprudência ou desatenção dos motoristas. A análise dos casos envolvendo vítimas fatais apresentou sete mortes em colisões frontais, dois por atropelo a pedestres, duas por queda de motociclista e um por atropelo a animal. As rodovias mais perigosas foram as BRs-116 e 101, onde ocorreram o maior número de mortes.

Também foram observadas diversas imprudências na Operação de São João da PRF, sendo as autuações por excesso de velocidade: 3.510 motoristas foram flagrados desrespeitando esta lei. Também foram registrados 630 casos de ultrapassagem proibida e 330 por não utilização do cinto de segurança, 151 por problemas com equipamentos obrigatórios.

Ao todo, foram fiscalizadas 9.185 pessoas e 8.037 veículos, dos quais 1.019 eram motocicletas. No período, foram emitidas 2.860 notificações de trânsito.

Lei Seca

Foram feitos 798 testes de bafômetro nas rodovias federais e 44 motoristas foram flagrados dirigindo alcoolizados. Eles foram autuados por cometer infração gravíssima, que tem multa de R$ 1915,50. Destes, nove também foram presos por crime de embriagues no trânsito e encaminhados para a delegacia de polícia judiciária.

PRE

Já nas rodovias estaduais o número de acidentes foi bem menor do que nas vias federais: foram registrados 33 acidentes no mesmo período. Nestas situações, 27 pessoas ficaram feridas e três pessoas morreram.

COMPARTILHAR
COMENTÁRIOS
Os comentários são de total responsabilidade de seus autores, desta forma não representa a opinião do Retiro Notícias. Contamos com o bom senso e educação dos nossos internautas. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.