PF faz busca na sede do PSL em Minas em operação que investiga candidaturas-laranja

Partido teria repassado recursos de financiamento de campanha de forma irregular a candidatas em 2018. Ex-presidente da legenda em MG, ministro diz que partido seguiu a lei e atribuiu denúncias a ‘disputa política local’.
às 15:29
Policiais armados deixam sede do PSL nesta segunda-feira (29) em Belo Horizonte — Foto: Reprodução/TV Globo

Com suspeitas de candidaturas-laranjas no Partido Social Liberal (PSL), durante a eleição de 2018, a Polícia Federal fez buscas na sede do partido do presidente Jair Bolsonaro, em Minas Gerais.o partido teria repassado recursos de financiamento de campanha de forma irregular a candidatas em 2018.

Segundo o G1, à época, o diretório era presidido pelo atual ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, mas ele não é alvo direto da operação. Sete mandados foram cumpridos em Belo Horizonte e em mais quatro cidades.

Em nota enviada ao G1, o ministro Marcelo Álvaro Antônio, disse que o partido seguiu rigorosamente o que determina a legislação eleitoral. Afirmou que segue à disposição da Polícia Federal para prestar todas as informações necessárias e que se ofereceu espontaneamente para prestar depoimento às autoridades. Disse também que a acusação tem motivação política (veja abaixo a nota na íntegra) .

“O ministro Marcelo Álvaro Antônio reitera que o partido seguiu rigorosamente o que determina a legislação eleitoral. Ele afirma que segue à disposição da Polícia Federal para prestar todas as informações necessárias, “pois há mais de um mês me ofereci espontaneamente para prestar depoimento às autoridades do caso”, diz Marcelo Álvaro Antônio.

O ministro reforça sua confiança no trabalho isento, sério e justo das autoridades. “O que vem me atingindo há cerca de 3 meses é resultado de uma disputa política local, cujos interesses são prejudicados com minha presença no Ministério do Turismo”, completa o ministro.

Marcelo Álvaro Antônio esclarece, ainda, que já entregou ao Ministério Público de Minas Gerais as provas das verdadeiras motivações das supostas denúncias. “Sigo confiante de que a verdade prevalecerá”, finaliza.

COMENTÁRIOS
Os comentários são de total responsabilidade de seus autores, desta forma não representa a opinião do Retiro Notícias. Contamos com o bom senso e educação dos nossos internautas. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.