PF quer ampliar prazo para investigação de ataque contra Bolsonaro

Polícia deve concentrar investigação nas pessoas que tiveram relação com o autor do atentado, Adélio Bispo, nos últimos anos
às 20:11
Foto: Raysa Campos Leite/Reuters

A Polícia Federal (PF) vai pedir a prorrogação, por 90 dias, do inquérito que apura o atentado contra o presidente Jair Bolsonaro (PSL) durante a eleição do ano passado.

Segundo o G1, a solicitação deve ser feita à Justiça amanhã (23).

Em setembro de 2018, o então candidato à Presidência levou uma facada, durante ato de campanha em Juiz de Fora (MG). O autor do ataque, Adélio Bispo de Oliveira, foi preso em flagrante após o ataque.

O delegado Rodrigo Morais, da Superintendência da PF em Minas Gerais, está à frente da investigação, que deve terminar até o fim deste novo prazo.

Nos próximos 90 dias da investigação, a polícia deve se concentrar nas pessoas que tiveram relação com Adélio nos últimos anos.

Até então, a PF mantém a conclusão do primeiro inquérito que apontou que Adélio Bispo agiu sozinho.

COMPARTILHAR
COMENTÁRIOS
Os comentários são de total responsabilidade de seus autores, desta forma não representa a opinião do Retiro Notícias. Contamos com o bom senso e educação dos nossos internautas. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.