Bolsonaro confirma saída de Alvim e diz repudiar ‘ideologias totalitárias’

Nas redes sociais, secretário da Cultura parafraseou Joseph Goebbels, ministro da Propaganda da Alemanha nazista

às 17:40

Avatar Por Micael Levi

Foto: Xinhua/Lucio Tavora

Em nota oficial, o presidente Jair Bolsonaro confirmou nesta sexta-feira (17/01/2020) a saída de Roberto Alvim da Secretaria Especial de Cultura. O secretário foi defenestrado da posição após citar trechos de uma fala do ministro da Propaganda de Hitler, Joseph Goebbels.

“Comunico o desligamento de Roberto Alvim da Secretaria de Cultura do Governo. Um pronunciamento infeliz, ainda que tenha se desculpado, tornou insustentável a sua permanência”, escreveu o presidente.

Bolsonaro disse ainda que repudia ideologias totalitárias e genocidas, “como o nazismo e o comunismo, bem como qualquer tipo de ilação às mesmas. Manifestamos também nosso total e irrestrito apoio à comunidade judaica, da qual somos amigos e compartilhamos muitos valores em comum”.

Siga o Retiro Notícias no Instagram - @retironoticias

COMPARTILHAR
COMENTÁRIOS
Os comentários são de total responsabilidade de seus autores, desta forma não representa a opinião do Retiro Notícias. Contamos com o bom senso e educação dos nossos internautas. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.