Príncipe Harry e Meghan Markle revelam detalhes inéditos acerca do casamento

Por Portal IOL

Foto: Instagram

O príncipe Harry e Meghan Markle casaram-se em maio numa cerimónia que foi seguida por milhões de pessoas em todo o mundo, através da transmissão televisiva.

Agora, está a decorrer no Castelo de Windsor a exposição “A Royal Wedding: The Duke and Duchess of Sussex” em que os visitantes têm a oportunidade de ouvir comentários, via áudio, com a voz do próprio casal.

“Houve um excelente nível de detalhes no planeamento do nosso dia de casamento. Acho que não sabíamos a dimensão que o evento iria tomar, portanto ao fazer escolhas que eram realmente pessoais e com significado, fez com que toda a experiência se tornasse mais íntima, mesmo pensando que seria um grande casamento”, garante a duquesa de Sussex.

No dia do casamento, Meghan usou um vestido da designer da Givenchy, Clare Waight Keller. A ex-atriz assegura que “tinha uma visão muito clara do que pretendia e de como queria que o vestido ficasse” e que a estilista respeitou o que queria para o dia.

Já o príncipe Harry fala sobre o facto de a rainha Isabel II ter deixado Meghan usar uma tiara. “O sonho de todas as raparigas é poderem experimentar ou usar uma tiara, e, curiosamente, aquela foi a que ficou melhor sem dúvida, e eu não deveria estar lá, mas foi um incrível empréstimo da minha avó, muito ternurento”, considerou o filho mais novo da princesa Diana.

Recorde-se que Meghan já tinha revelado outro pormenor escondido no vestido: um bocado de tecido azul cosido no interior.

“Era o meu ‘algo azul'”, revelou Meghan enquanto inspecionava o vestido de casamento no trailer do documentário “Rainha Isabel II”, que presta homenagem à rainha Isabel II. “É tecido do vestido que usei no nosso primeiro encontro”, contou a duquesa de Sussex, confidenciando que a primeira vez que viu o véu foi no próprio dia de casamento.

COMPARTILHAR
COMENTÁRIOS
Os comentários são de total responsabilidade de seus autores, desta forma não representa a opinião do Retiro Notícias. Contamos com o bom senso e educação dos nossos internautas. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.