Região Sisaleira: Sem chuvas suficientes, Embasa mantém racionamento e captação alternativa

Sem chuvas na região da Barragem de Pedras Altas, o volume do manancial que atende municípios como Candeal, Capela do Alto Alegre, Capim Grosso, Gavião, Ichu, Nova Fátima, Pé de Serra, Pintadas, Quixabeira, Riachão do Jacuípe, São Domingos, São José do Jacuípe e Valente está cada vez mais crítico – apenas 8,5% da capacidade total de acumulação está disponível. Ano passado, nesse mesmo período, o percentual era de quase 40%. A informação foi divulgada nesta quinta-feira (9) pela Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa).

A concessionária anunciou que, diante desse cenário, vem, desde agosto, ofertando 70% da água captada na Barragem de São José do Jacuípe. “Vamos manter a operação do sistema dessa forma até que tenhamos chuvas para recompor a Barragem de Pedras Altas. Embora a água de São José do Jacuípe tenha nível de cloretos maior do que o habitual, essa é a maneira mais viável para garantir a continuidade do abastecimento de água diante dos efeitos da severa estiagem”, explica o gerente da unidade regional da Embasa, Euvaldo dos Santos Neto.

A Embasa iniciou mais uma campanha de conscientização para o uso racional da água distribuída nos municípios. Com divulgação em rádios, outdoors e sites, a campanha alerta a população sobre o cenário e incentiva os moradores a economizar água.  A recomendação é que os moradores evitem o uso de água potável para fins menos importantes como a lavagem de carros, de calçadas ou rega de plantas e jardins. “Pedimos à sociedade que intensifique seus hábitos de consumo econômico da água nesse período crítico”, acrescenta Euvaldo.

 

Notícias de Santaluz

COMPARTILHAR
COMENTÁRIOS
Os comentários são de total responsabilidade de seus autores, desta forma não representa a opinião do Retiro Notícias. Contamos com o bom senso e educação dos nossos internautas. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.