Retirolândia: Câmara de Vereadores inicia período legislativo com criticas e questionamentos

às 10:54

IMG_8843A Câmara Municipal de Vereadores de Retirolândia retornou suas atividades legislativas. Após o recesso de natal, ano novo e carnaval, a primeira sessão aconteceu na noite desta sexta-feira (19) e foi marcada pelos ânimos exaltados.

IMG_8860Após o minuto de silêncio, solicitado pelo presidente da Câmara, Roque de Lé, em homenagem às pessoas que faleceram no município nesses últimos dias, o vereador Renício Lima, fez o uso da palavra e iniciou agradecendo a Deus pelo retorno dos trabalhos e pedindo sabedoria para que todos pudessem saber se portar durante esse ano com respeito um ao outro, já que, segundo ele, os embates políticos serão mais acirrados devido ao ano eleitoral e serão inevitáveis as divergências. “O que eu temia antes de se iniciar essa sessão tá se confirmando realidade, eu sabia que a câmara iria virar palco de comício ao longo desse ano. Essa casa não é palco de comício!” disse o edil.

Ele chamou a atenção da população, poderes executivo e legislativo para uma conscientização quanto ao cuidado visando evitar a proliferação do mosquito transmissor da Dengue, Chikungunya e Zica, Aedes Aegypti que, segundo ele, pode ser combatido com ações simples.

Sobre a composição política que se forma no município pela oposição, o vereador Renício disse que isso faz parte da democracia e é bom para a população que terá duas perspectivas de escolha: Ou continuar com quem está ou eleger outro.

IMG_8844Já o vereador Anailton do Mirim, saudou o ex-vereador Sandro da vargem, presente entre o público e afirmou que o mesmo tem cadeira cativa naquela casa para o próximo mandato. Ele declarou sua adesão à oposição política do município juntamente com seu irmão e vice-prefeito Arlânio e seu partido PSC. O vereador disse que seu partido está fora do atual governo municipal e que não apoiará a reeleição do prefeito André, abordando motivos como: O não atendimento de uma ordem de seu irmão, então secretário da educação, pelo chefe de transporte do município, Celso Filho (Celcinho), para entregar um ônibus da educação a um determinado motorista. O chefe de transporte teria falado que só recebia ordens do prefeito. Lembrou da falta de apoio do gestor municipal na sua candidatura para presidente da câmara, o qual apoiou um candidato que foi seu adversário na eleição de 2012.

Anailton citou que também ele, ao procurar o chefe de transporte para servir uma pessoa, foi humilhado. “Não tenho nada contra o prefeito, mas, estou fora dele. Se o município não tem recurso e falta receita então entregue o poder a um vereador ou um secretário…”. Ao Retiro Noticias, o vereador disse estar na hora dos políticos cumprirem seus compromissos perante a população e é por acreditar em um novo projeto que buscou novos ares juntamente com seu irmão e sua família.

gueneVereador José Agnildo (Guene do Contador), disse que pela formação acadêmica do prefeito André imaginou que a cidade iria avançar, contudo, se sentiu decepcionado e, disse ainda, que as poucas obras executadas no município se deram, segundo ele, devido aos 16 milhões adquiridos ainda na gestão do então prefeito José Albérico (Bequinho). Ele disse que assim como a oposição política recebeu a Família Merim que quer o bem do município, é trabalhadora e honesta, a oposição está de braços abertos para acolher outros insatisfeitos. O vereador criticou a falta de ação da gestão municipal e o abandono das estradas que estão esburacadas, a falta de recurso na lei municipal viver melhor criada na gestão anterior para assistir as pessoas carentes e, dentre outras citações, o abandono nos postos de saúde do município destacando, como por exemplo, a unidade do povoado de Jítai. “Obrigado seu prefeito, pelo quebra-mola construído no Jitaí, única obra executada naquele povoado em sua gestão.” Ironizou.

O vereador concluiu criticando aqueles que correm à procura de lideranças da oposição para comprá-las como se fossem objetos. “Nós temos dignidade!” concluiu.

IMG_8849O Vereador Fernando do Hospital, como é popularmente conhecido, PRP, classificou as 19 pessoas presentes como um público numeroso, tendo em vista a pouca frequência da população nas sessões. Ele reafirmou estar na situação. “Já fui agora tenho que ser homem!” Embora não tenha poupado críticas a administração do prefeito André Martins, confirmando denúncias como: a falta de anestesia no Hospital Municipal, o não cumprimento da promessa do prefeito de transformar as horas suplementares dos motoristas em salário, a falta de manutenção nos postos de saúde do município e os matos que crescem em ruas da cidade. “Não é fácil participar de uma reunião e o prefeito afirmar que vai fazer o projeto do plano de cargos e salários para todos os funcionários e até agora não trouxe nada a essa casa”. Disse Fernando.

IMG_8857O vereador Robson de Creusa como é conhecido, pediu a Deus que iluminasse o prefeito para concluir o mandato e afirmou que a gestão infelizmente não foi como esperada por todos. Ele parabenizou o vereador Anailton do Merim pela atitude e disse que faz parte da democracia votar e ser votado. Ele lhe desejou boa sorte e disse que qualquer que seja eleito, deve fazer o melhor para Retirolândia e independente de quem seja, todos devem respeitar. Ele disse ainda ter ficado “sentido” porque tinha preferência pelo nome do vereador Anailton.

Robson disse se sentir triste quando o prefeito manda para a câmara um projeto de lei que visa conceder aumento salarial somente para os funcionários que recebem um salário mínimo e aos professores, o que, segundo o edil, é obrigatório.

IMG_8853Nas palavras do vereador Manchinha da Gibóia, ele também comentou sobre o cenário político que se forma em Retirolândia. “Lançaram seus pré-candidatos, pessoas que conheço, nosso amigo Vonte, não tenho o que falar, mas, a ação que tiveram nos últimos anos, nos últimos momentos em nosso município daqueles que o apoiam e dizem que são lideranças em nosso município foram poucas.” Disse Manchinha. Ao falar dos momentos ruins que o município atravessou durante a seca ele disse não ter visto nenhuma ação por parte da oposição, nesse momento, um cidadão exclamou em alta voz: “Quem tem que fazer é o prefeito!”

Ao concluir suas palavras, Manchinha disse ser independente e que tinha certeza que o prefeito este ano iria corrigir seus erros. Ele disse ainda que não iria afirmar de que lado estará nas eleições porque não sabia quem estaria vivo  até a data.

IMG_8855O vereador Aquiles iniciou sua fala afirmando que já estava com vontade de voltar aos trabalhos, pois os vereadores tinham muito trabalho a fazer, devido ao abandono que a cidade se encontra, citando como exemplo o descaso na saúde, na qual o Hospital esta funcionando sem gerador e que na quarta-feira foram desmarcados 4 partos cesáreos devido a falta de anestesia. Questionou ainda o adiamento do início do ano letivo nas escolas municipais. O vereador apresentou uma Emenda Parlamentar que beneficia os Motoristas da cidade, concedendo aos mesmo um aumento de 20%, em vez dos 11% concedido pelo prefeito, emenda essa aprovada à unanimidade. O vereador propôs ainda um assunto polêmico, que é a redução de salário dos vereadores, assunto esse que deve repercutir muito na cidade. Segundo o edil Aquiles, os vereadores ganham bem mais que os demais funcionários públicos, para trabalhar apenas um dia na semana. O vereador fez ainda o compromisso de organizar a venda de carne na feira livre da cidade, protegendo os comerciantes locais dos vendedores de outras cidades que chegam com restos de mercadorias da feria de suas cidades ocorridas em dias anteriores. Propôs que fosse exigido alvará de funcionamento e que o prefeito desse prioridade aos comerciantes da cidade na emissão do documento.

IMG_8858O vereador Beto do Ônibus questionou a falta do plano de cargos e salários, salientando que as palavras do prefeito não têm validade. Ele criticou o desperdício das sementes jogadas no lixo pela administração municipal. Assim como Guene, o vereador Beto questionou a situação das estradas vicinais do município, afirmando que o ano letivo ainda não começou devido aos buracos das mesmas. Referindo-se à falta de energia do último domingo, o vereador indagou sobre a falta do gerador no Hospital Municipal. Segundo Beto, algumas pessoas chegam ao Hospital e têm que comprar material porque o Hospital não dispõe.

Da redação RN

COMPARTILHAR
COMENTÁRIOS
Os comentários são de total responsabilidade de seus autores, desta forma não representa a opinião do Retiro Notícias. Contamos com o bom senso e educação dos nossos internautas. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.