Vídeo: PM agride jovem e arrasta mulher pelos cabelos em ação na Bahia; caso é investigado pela corporação

Confusão no Santo Antônio começou por causa de baseado; PM apura abordagem

Foto: Reprodução

Uma ação de agentes do 18º Batalhão de Polícia Militar (BPM/Centro Histórico), no bairro do Santo Antônio Além do Carmo, em Salvador, provocou revolta em algumas pessoas que presenciaram a abordagem, que será investigada pela corregedoria da corporação.

Um vídeo gravado por um turista, no domingo (3), mostra quatro policiais abordando um jovem na região do largo no bairro, onde estava ocorrendo a Trezena de Santo Antônio. O jovem alvo da revista resiste à tentativa dos policiais de colocá-lo na viatura e acaba sendo agredido com alguns golpes de cassetete e tapas.

As pessoas em volta comentam que o jovem está sendo agredido por conta da apreensão de um cigarro de maconha e o aconselham a não entrar na viatura. Por conta da intensificação da ação dos militares, as pessoas fazem um coro e chamam os policiais de covardes.

Em um momento, um dos policiais envolvidos na operação parte para cima de uma mulher, que estava no grupo que protestava contra a ação, com tapas no rosto e puxões de cabelo. O PM chega a arrastar a mulher pelos cabelos. Algumas pessoas tentam evitar as agressões afirmando que a mulher estava grávida, e o colete do policial chega a cair.

O vídeo não mostra como termina a operação e se o homem alvo da abordagem chegou a ser levado pelos militares. Também não é possível saber o desfecho das agressões contra a mulher, nem a confirmação que ela está grávida.

Segundo a Polícia Militar, o vídeo com o flagrante já foi encaminhado para a corregedoria da corporação para ser submetido a análise. Em nota, a instituição disse que “a PMBA apura com rigor todo comportamento policial militar que fuja à técnica, pois casos isolados não podem comprometer o bom desempenho de toda a tropa".

Veja o vídeo logo abaixo:
COMPARTILHAR
COMENTÁRIOS
Os comentários são de total responsabilidade de seus autores, desta forma não representa a opinião do Retiro Notícias. Contamos com o bom senso e educação dos nossos internautas. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.