Você não vai acreditar onde parte da tinta de suas tatuagens vai parar

A crescente popularidade das tatuagens fez com que os cientistas enxergassem a necessidade de estudar não apenas os processos de higiene na realização dessas obras de arte na pele, mas também os compostos químicos das tintas.

Foto: MICROGEN VÍA SHUTTERSTOCK

Talvez você esteja planejando fazer uma tatuagem ou até já tenha uma, mas já parou pra pensar sobre a tinta usada na sua pele e como ela afeta seu corpo?

A crescente popularidade das tatuagens fez com que os cientistas enxergassem a necessidade de estudar não apenas os processos de higiene na realização dessas obras de arte na pele, mas também os compostos químicos das tintas.

O estudo publicado no Nature Research Journal mostrou, pela primeira vez, para onde as partículas de tinta das tatuagens estão indo.

Para a investigação foram utilizados tecidos de cadáveres e técnicas de fluorescência de raios X. Métodos para detectar o transporte de pigmentos orgânicos, metais pesados ​​e dióxido de titânio também foram necessários. Isto tudo contido nas tintas.

Como muitos sabem, as tatuagens são formadas por depósitos de tinta na derme, mas o que este estudo descobriu é que a tinta não fica completamente lá. Há partículas que viajam para os nódulos linfáticos através das células fagocitárias .

A investigação desse fenômeno seria muito útil, pois os gânglios linfáticos são responsáveis ​​por combater infecções no organismo. “Eles funcionam como filtros e pegam vírus, bactérias e outras causas de doenças antes que possam infectar outras partes do corpo”, diz Mayo Clinic .

Entre as descobertas do experimento, verificou-se que as cores laranja, vermelho e verde se alojaram nos gânglios linfáticos. No entanto, nenhum vestígio de preto foi encontrado, pelo menos com este método. Também foi demonstrado que a tinta branca gera reações quando exposta ao sol, por exemplo, retardo na cicatrização, queloide ou coceira no processo de cicatrização.

Nós ainda não sabemos ao certo como a tinta pode afetar nossos nódulos linfáticos e se isso nos enfraquece para combater doenças, mas esse tipo de estudo poderia nos ajudar a tornar as tatuagens cada vez mais seguras.

COMPARTILHAR
COMENTÁRIOS
Os comentários são de total responsabilidade de seus autores, desta forma não representa a opinião do Retiro Notícias. Contamos com o bom senso e educação dos nossos internautas. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.