Votação da Reforma da Previdência é adiada para proxima semana

A sessão foi adiada por causa de muitos embates entre opositores e base
às 13:53
Foto: Pablo Valadares/Câmara dos Deputados

A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara desistiu de vota o relatório da reforma da Previdência antes do feriado de Páscoa. Os parlamentares estava reunidos desde às 10h da manhã desta quarta-feira (17), para vota o relatório, mas depois de muitos embates entre opositores e base, o presidente da CCJ, Felipe Fracischini (PSL) optou por suspender a sessão.

Fracischini comunicou depois de 15 minutos dele ter suspendido a sessão. “Diante do adiantado da hora e do clima instaurado, optamos por adiar a votação do relatório para a próxima semana. Pela manhã houveram algumas reuniões de líderes partidários para ajustar alguns pontos do texto, então na próxima terça estaremos aqui para aprovar o relatório”, justificou Fracischini.

Havia sido aprovado um requerimento para inversão dos trabalhos, o que fez com que a votação se tornasse o primeiro item da pauta.

No entanto, deputados do PT, PCdoB, PSOL e PSB, então, se postaram à frente da mesa do presidente da CCJ para questionar a derrubada de outros requerimentos e de questões de ordem da oposição. Os oposicionistas tentaram atrasar o processo de votação com diversas questões de ordem e com a apresentação de vários requerimentos.

Parlamentares contrários ao texto também cobraram a presença do relator da reforma da Previdência, delegado Marcelo Freitas (PSL-MG). Freitas registrou presença, mas não estava na sala.

Com isso, a votação deverá ocorre na terça-feira (23) em uma sessão marcada para às 14h30.

COMENTÁRIOS
Os comentários são de total responsabilidade de seus autores, desta forma não representa a opinião do Retiro Notícias. Contamos com o bom senso e educação dos nossos internautas. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.